Imprimir

Flutuabilidade

Posted in Notícias

flutuabilidade-710x300-crop

Durante todo o tempo que passamos debaixo da água, por mais experiência que tenhamos, algumas coisas não vão mudar. Por exemplo a nossa respiração, a equalização dos nossos espaços aéreos, nosso posicionamento (trim) e a nossa natação. Todo o tempo que estivermos mergulhando estaremos nos preocupando com esses fatores, porém, com o passar do tempo cada vez menos nos preocupamos com eles, pelo fato de agregarmos experiência e conhecimento, mas o fato é que sempre precisamos estar atento a esses detalhes cruciais.

Uma boa flutuabilidade conserva o ar do nosso cilindro, evita choques com o fundo e com os corais, consequentemente nos acalma e deixa o mergulho mais prazeroso. Mas para atingir uma boa flutuabilidade é necessário ajustar os detalhes cruciais (respiração, posição e natação), que no inicio parecem coisas impossíveis e com o passar dos dias se tornam uma diversão.

Tudo começa com um bom ajuste do equipamento, quantidade e posição correta do lastro, que gira em torno de 10% do peso do mergulhador (mas não é uma regra), a espessura da roupa de exposição (neoprene), colete equilibrador do tamanho correto e com as tiras bem ajustadas. Depois de tudo pronto vamos para a água e desinflamos o colete equilibrador e com o pulmão cheio flutuamos com água ao nível dos olhos ou cobrindo a máscara. Mas para ficar um pouco mais claro vamos ver o que diz o Principio de Arquimendes.

Um corpo total ou parcialmente imerso em um fluido sofre um empuxo que é igual ao peso do volume do fluido deslocado pelo corpo. Assim, um corpo imerso na água torna-se mais leve devido a uma força, exercida pelo líquido sobre o corpo, vertical e para cima, que alivia o peso do corpo. Essa força do líquido sobre o corpo é denominada empuxo ou impulsão. Resumindo, quando mergulhamos um corpo em um líquido, o corpo desloca uma quantidade de líquido igual a seu volume, e o peso desse volume de líquido deslocado é subtraido do peso do corpo pela força denominada empuxo. Quando o objeto desloca mais água do que seu peso ele é positivo (flutua), deslocando menos água do que seu peso ele é negativo (afunda) e deslocando a mesma quantia de água ele se matem neutro.

Detalhes importantes:

Respiração: responsável pelo ajuste fino da flutuabilidade, o primeiro pilar da flutuação, a quantia de ar que colocamos em nossos pulmões associado com a quantia de ar que injetamos em nosso colete equilibrador é que vai dizer se estaremos neutro, positivo ou negativo, lembrando que nossos pulmões enchem e esvaziam constantemente, manter o ritmo respiratório é muito importante.

Posicionamento (trim): um bom trim evita uma natação excessiva, pois melhora a hidrodinâmica do mergulhador (gera menos arrasto), conservando o ar consequentemente. Outra vantagem do bom posicionamento é que temos uma ótima oxigenação do corpo, pois estamos na posição horizontal e com as pernas levemente inclinadas (algo em torno de 45 a 90 graus), a famosa posição de paraquedista.

Natação: muito se fala sobre a respiração correta, o posicionamento correto, que as vezes muitos mergulhadores esquecem que a natação é um fator extremamente importante e que precisa de muita atenção durante o mergulho. Seja pelo fato de não bater nos corais, não levantar sedimento do fundo, assim como pelo fato de que trabalhar estilos diferentes de natação pode evitar a fadiga de um determinado grupo muscular. Alguns estilos mais usados são a natação de sapo (frog), estática, helicóptero, e a natação de ré. Em ambientes como cavernas e naufrágios outras técnicas podem ser exploradas, porém nunca entre em ambientes nos quais você não recebeu treinamento ou não possui equipamento apropriado.

O equipamento, o mergulhador, a técnica ou experiência que ele possui e toda a logística empregada em uma operação de mergulho são um conjunto do sucesso. Cuide de seu equipamento, da sua saúde, nunca mergulhe além do seu nível de treinamento e muita atenção aos detalhes. Bons mergulhadores estão sempre evoluindo tecnicamente, por mais experiência que você julgue ter sempre existe algo que se pode aprender.

Fonte: Alan Diego

comments

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or

Depoimentos

Depoimentos
Nome *

Entrada Inválida
Email *

Entrada Inválida
Mensagem

Entrada Inválida



Depoimentos Recentes

Nilson Oliveira:Parabéns pelo trabalho de vocês. Tudo muito bonito. São realmente pessoas privilegiadas

Binho Araujo: parabéns pelo trabalho.....preservando o meio ambiente sempre....eeeeeeee

Pedro Gouvea: Fala 13 Sul! Escola de excelência! Foi um prazer fazer o curso com vocês. Espero em breve estar mergulhando novamente com essa equipe séria e de qualidade. Abraços e bons mergulhos!!

Parceiros

par erick
par meros
par camping
par sea par baleia

Contato

logo-nova2

Barra Grande, BA, Brasil
Av. Des. Olny Silva, n°10
+55 (24) 99999-8013 Vivo / whatsapp
contato@13sul.com
Skype: dive.13sul

CERTIFICAÇÕES

th pab peq th logo firstresponse peq th parceiros dan3es peq th logo-ssipeq  th parceiros-padi peq